quinta-feira, 30 de julho de 2009

LESÕES FREQUENTES COM A PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS

Praticar uma atividade física certamente é prazeroso, pois trás benefícios para a saúde e , além disso, pode se verificar melhorias na qualidade de vida tanto de jovens quanto de idosos.
Os resultados pela prática esportiva podem ser verificados pela diminuição dos índices de mortalidade, principalmente por doenças cardiovasculares e coronarianas, impedimento e/ou retardo do aparecimento da hipertensão arterial e redução dos níveis de pressão arterial nos hipertensos, menor risco de desenvolvimento de diabetes mellitus não insulino dependente, manutenção da força muscular, da estrutura e função das articulações e alívio dos sintomas de depressão e ansiedade e melhora do humor.
Porém, praticar uma atividade física sem uma devida orientação de um profissional especializado (Treinador) pode acarretar sérios problemas a saúde, como por exemplo, lesões traumáticas, macro traumas, dor súbita e edemas tanto muscular como articulares.

A seguir algumas lesões mais frequentes com a prática de atividades
físicas :

  • Entorse – é um movimento de uma articulação além do que os ligamentos podem suportar resultando em lesões ligamentares. Esse acidente é o mais freqüente no meio esportivo, pois afeta principalmente joelhos e tornozelos;

  • Contusão – é um trauma, uma batida em qualquer parte do corpo, provocando uma compressão violenta e com isso comprometendo a função dos músculos ou tendões gerando uma inflamação no local.

  • Luxação – é um desencaixe, pois causa um deslocamento anormal das superfícies de contato da articulação com o osso, essa lesão requer cuidados médicos urgentes.
    Fratura – essa lesão é causada por estresse exercível decorrente por excesso de atividade física. Sendo assim o osso parte-se em dois ou mais pedaços gerando muita dor.
    Distensão ou estiramento – é quando há o alongamento das fibras musculares alem do seu comprimento normal.

  • Cãibras – é a contração involuntária e dolorosa do músculo provocado por acumulo de ácido lático ou alteração no metabolismo de alguns elementos, ente outras causas.
    Tendinite – é a inflamação dos tendões, localizado nas extremidades dos músculos ocasionado por repetições excessivas de movimentos.

Lembre-se:
Se você não tem como ser acompanhado por um treinador, o ideal é praticar a atividade física de forma moderada, respeitando todas as suas limitações físicas e com isso será capaz de evitar sério risco a sua saúde.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

LER - LESÕES CAUSADAS POR ESFORÇOS REPETITIVOS

LER - Lesões causadas por esforços repetitivos


LER é hoje, a síndrome que é mais associada ao trabalho informatizado, já representa quase 70% do conjunto das doenças profissionais registradas no Brasil.

Antigamente chamadas de doenças dos escribas e notórios. Mais tarde aparece como "doença das tecelãs" (1920) ou "doença das lavadeiras" (1965).

LER - Lesões causadas por esforços repetitivos


Algumas das patologias mais frequentemente associadas ao trabalho são:

- Tendinite -

  • Inflamação aguda ou crônica dos tendões.
  • Se manifestam com mais frequência nos músculos flexores dos dedos, e geralmente são provocados por dois fatores; movimentação frequente, e período de repouso insuficiente.
  • Manifestam-se principalmente através de dor na região que é agravada por movimentos voluntários.
    Associados à dor, manifestam-se também edema na região.

- Síndrome de DeQuervain -

  • Constrição dolorosa da bainha comum dos tendões do longo abdutor do polegar e do extensor curto do polegar.
  • Estes dois tendões têm uma característica anatômica interessante: correm dentro da mesma bainha; quando friccionados, costumam se inflamar.
  • O principal sintoma é a dor muito forte, no dorso do polegar.

Um dos principais fatores causadores deste tipo de lesão está no ato de fazer força torcendo o punho.

terça-feira, 28 de julho de 2009

ALIMENTOS SAUDÁVEIS

Alimentação Antes e Depois do Treino
Comer corretamente é essencial para se conseguir bons resultados nos treinos.
Com essa vida atribulada, o corre-corre do dia a dia, família, trabalho, assim fica difícil ter tempo para fazer uma boa alimentação. Não entre em desespero, pois se o tempo é curto der preferência para a ingestão de carboidratos antes do treino (atividade Física).

O Carboidrato é de fácil digestão e a permanência desse alimento no organismo fica pouco tempo acumulado no estomago, mas ele é importante porque libera energia para o seu organismo.





Após o treino as ingestões de alimentos devem ser ricas em proteínas, pois a digestão é mais demorada, e ela funciona melhor sendo consumida na primeira hora após o treino. Pois a proteína tem a função de fazer a regeneração das fibras musculares. E se ela for consumida antes do treino pode causar certo de conforto durante a atividade física.

Tenha bom senso, devemos comer de tudo, desde que seja de forma modera, sem exagero.
Pensando no que comer após o treino, aqui deixo uma sugestão de salada, pois ela e rica em proteínas e fibras.

















Dica de salada para consumir depois do treino


Alface e agrião
Queijo banco (búfalo).
Sardinha com molho
Pão integral - 2 fatias
Uva Passas
Azeite
Sal agosto

1 - Coloque a alface e o agrião dentro de uma tigela,
2 - Pique a sardinha com molho de tomate e coloque dentro da tigela,
3 - Adicione o queijo búfalo picadinho e as uvas por cima,
4
- Tempere com azeite e sal agosto.

Coma com as duas fatias de Pão integral e beba suco de Frutas, tem que ser suco de Fruta natural.

OBS.: cuidado com a quantidade de Azeite e Sal, pois as sardinhas já são oleosas e salgadas.

GRIPE SUÍNA (H1N1)

Pandemia da gripe é moderada, e a maioria dos pacientes tem sintomas leves, diz OMS. Mas não podemos descuidar, temos que está sempre atento aos riscos de contágio.
Logo abaixo, algumas perguntas e respostas sobre a Gripe Suína (H1N1).
GRIPE SUÍNA (H1N1)

PERGUNTAS E RESPOSTAS:

1.- Quanto tempo dura vivo o vírus suíno numa maçaneta ou superfície lisa?
R.: Até 10 horas.

2.- Quão útil é o álcool em gel para limpar-se as mãos?
R.: Torna o vírus inativo e o mata.

3.- Qual é a forma de contágio mais eficiente deste vírus?
R.: A via aérea não é a mais efetiva para a transmissão do vírus, o fator mais importante para que se instale o vírus é a umidade, (mucosa do nariz, boca e olhos) o vírus não voa e não alcança mais de um metro de distancia.

4.- É fácil contagiar-se em aviões?
R.: Não, é um meio pouco propício para ser contagiado.

5.- Como posso evitar contagiar-me?
R.: Não passar as mãos no rosto, olhos, nariz e boca. Não estar com gente doente. Lavar as mãos mais de 10 vezes por dia.

6.- Qual é o período de incubação do vírus?
R.: Em média de 5 a 7 dias e os sintomas aparecem quase imediatamente.

7.- Quando se deve começar a tomar o remédio?
R.: Dentro das 72 horas os prognósticos são muito bons, a melhora é de 100%

8.- De que forma o vírus entra no corpo?
R.: Por contato ao dar a mão ou beijar-se no rosto e pelo nariz, boca e olhos.

9.- O vírus é mortal?
R.: Não, o que ocasiona a morte é a complicação da doença causada pelo vírus, que é a pneumonia.

10.- Que riscos têm os familiares de pessoas que faleceram?
R.: Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão.

11.- A água de tanques ou caixas de água transmite o vírus?
R.: Não porque contêm químicos e está clorada

12.- O que faz o vírus quando provoca a morte?
R.: Uma série de reações como deficiência respiratória, a pneumonia severa é o que ocasiona a morte.

13.- Quando se inicia o contagio, antes dos sintomas ou até que se apresentem?
R.: Desde que se tem o vírus, antes dos sintomas..

14.- Qual é a probabilidade de recair com a mesma doença?
R.: De 0%, porque fica-se imune ao vírus suíno..

15.- Onde encontra-se o vírus no ambiente?
R.: Quando uma pessoa portadora espirra ou tosse, o virus pode ficar nas superfícies lisas como maçanetas, dinheiro, papel, documentos, sempre que houver umidade. Já que não será esterilizado o ambiente se recomenda extremar a higiene das mãos.

17.- O vírus ataca mais às pessoas asmáticas?
R.: Sim, são pacientes mais suscetíveis, mas ao tratar-se de um novo germe todos somos igualmente suscetíveis.

18.- Qual é a população que está atacando este vírus?
R.: De 20 a 50 anos de idade.

19.- É útil a máscara para cobrir a boca?
R.: Existem alguns de maior qualidade que outros, mas se você não está doente é pior, porque os vírus pelo seu tamanho o atravessam como se este não existisse e ao usar a máscara, cria-se na zona entre o nariz e a boca um microclima úmido próprio ao desenvolvimento viral: mas se você já está infectado use-o para não infectar aos demais, apesar de que é relativamente eficaz.

20.- Posso fazer exercício ao ar livre?
R.: Sim, o vírus não anda no ar nem tem asas.

21.- Serve para algo tomar Vitamina C?
R.: Não serve para nada para prevenir o contagio deste vírus, mas ajuda a resistir seu ataque.

22.- Quem está a salvo desta doença ou quem é menos suscetível?
R.: A salvo não esta ninguém, o que ajuda é a higiene dentro de lar, escritórios, utensílios e não ir a lugares públicos.

23.- O vírus se move?
R.: Não, o vírus não tem nem patas nem asas, a pessoa é quem o coloca dentro do organismo.

24.- Os mascotes contagiam o vírus?
R.: Estes vírus não provavelmente contagiem outro tipo de vírus.

25.- Se vou ao velório de alguém que morreu desse vírus posso me contagiar?
R.: Não.

26.- Qual é o risco das mulheres grávidas com este vírus?
R.: As mulheres grávidas têm o mesmo risco, mas por dois, podem tomar os antivirais, mas em caso de contagio e com estrito controle médico.

27.- O feto pode ter lesões se uma mulher grávida se contagia com este vírus?
R.: Não sabemos que estragos possam fazer , já que é um vírus novo.

28.- Posso tomar acido acetilsalicílico (aspirina)?
R.: Não é recomendável, pode ocasionar outras doenças, a menos que você tenha prescrição por problemas coronários, nesse caso siga tomado.

29.- Serve para algo tomar antivirais antes dos sintomas?
R.: Não serve para nada.

30.- As pessoas com AIDS, diabetes, câncer, etc., podem ter maiores complicações que uma pessoa sadia se contagiam com o vírus?
R.: SIM.

31.- Uma gripe convencional forte pode se converter em influenza?
R.: NAO.

32.- O que mata o vírus?
R.: O sol, mais de 5 dias no meio ambiente, o sabão, os antivirais, álcool em gel.

33.- O que fazem nos hospitais para evitar contágios a outros doentes que não têm o vírus?
R.: O isolamento.

34.- O álcool em gel é efetivo?
R.: SIM, muito efetivo.

35.- Se estou vacinado contra a influenza estacional sou inócuo a este vírus?
R.: Não serve para nada, ainda não existe vacina para este vírus.

36.- Este vírus está sob controle?
R.: Não totalmente, mas estão tomando medidas agressivas de contenção.

37.- O que significa passar de alerta 4 a alerta 5?
R.: A fase 4 não faz as coisas diferentes da fase 5, significa que o vírus se propagou de Pessoa a Pessoa em mais de 2 países; e fase 6 é que se propagou em mais de 3 países.

38.- Aquele que se infectou deste vírus e se curou, fica imune?
R.: SIM.

39.- As crianças com tosse e gripe têm influenza?
R.: É pouco provável, pois as crianças são pouco afetadas.

40.- Medidas que as pessoas que trabalham devam tomar?
R.: Lavar-se as mãos muitas vezes ao dia.

41.- Posso me contagiar ao ar livre?
R.: Se há pessoas infectadas e que tussam e/ou espirrem perto pode acontecer, mas a via aérea é um meio de pouco contágio.

42.- Pode-se comer carne de porco?
R.: SIM pode e não há nenhum risco de contágio.

43.- Qual é o fator determinante para saber que o vírus já está controlado?
R.: Ainda que se controle a epidemia agora, no inverno boreal (hemisfério norte) pode voltar e ainda não haverá uma vacina.

POR FAVOR, LEIAM E DIVULGUEM!!!

sábado, 25 de julho de 2009

Treinamento Funcional

Treinamento Funcional

O treinamento funcional é um método de treinamento físico capaz de desenvolver aptidão física relacionada à saúde com prevenção de lesão músculo esquelética ou com o objetivo de promover desempenho atlético de alto nível.
O método inicialmente foi desenvolvido por Paul Chek que observou os movimentos fundamentais (agachar, levantar, avançar, puxar, empurrar, pular e girar do homem primitivo e do homem moderno), então resolveu aplicar visando à funcionalidade dos movimentos para as atividades cotidianas.
Esta modalidade tem a capacidade de trabalhar o corpo em diferentes planos e eixos articulares, ou seja, de forma global.
Com o treinamento funcional o programa de exercícios desenvolve-se de forma equilibrada, trabalhando todas as habilidades biomotoras do individuo como, por exemplo:

· Equilíbrio;
· Força;
· Flexibilidade;
· Resistência;
· Coordenação;
· Velocidade.
Todos podem praticar essa modalidade de exercício desde que sejam observadas todas as características dos alunos, fazendo uma prescrição individualizada para cada um deles, que atenda todos os objetivos ao longo do processo de treino.

O treinamento funcional além de proporcionar grandes benefícios à saúde ele ainda tem um baixo custo, podendo ser praticado em praças, parques, clubes e academias com aparelhos de fácil acesso como:
· Kettlebel utilizado no condicionamento cardiovascular;
· Elásticos utilizados para gerar tensão, é uma alternativa para
aumentar o ganho de força e rigidez muscular;
· Cordas utilizadas no condicionamento cardiorrespiratório;
· Bolas suíças utilizadas como apoio móvel para realização de
exercícios;
· Plataformas de desequilíbrios utilizadas como apoio móvel para
realização de exercícios;
· Halteres e barras utilizados para ganho de massa muscular e tonos.


O treinamento funcional trabalha grande parte dos músculos do corpo num único exercício queimando muitas calorias.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Acidentes na Academia

Alguns acidentes que poderiam ser evitados com as seguintes medidas:
Aquecimento adequado;
Bom senso ao escolher os pesos;
Concentração plena no movimento;
Auxílio de um profissional bem instruído;
Técnica adequada para realização do exercício;
Fixação correta do equipamento bem como manutenção.
1
2
video

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Bons Treinos

A busca pelo corpo perfeito caminha lado a lado com a evolução da humanidade. Mesmo na época pré-histórica, quando a vida nômade lhes reservava constantes perigos e grandes dificuldades de sobrevivências, os series eram obrigados mesmo inconscientemente a desenvolver um corpo viril para propagar a sua descendência às futuras gerações.


Ao longo dos anos, em escavações foram encontradas pedras entalhadas para as mãos, logo os historiadores instituíram que pessoas a utilizavam para o treinamento com pesos (Musculação).

Um personagem importante da historia relacionada à evolução progressiva de carga (Musculação) é Milos de Crotona da época de 500 a 580 a.C na Itália. Os relatos afirmam que ele corria com um bezerro nas costas para aumentar a força dos membros inferiores e quanto mais pesado o bezerro ficava mais aumentava a sua força. Ele foi o primeiro a se preocupar com a suplementação alimentar. Diziam que era capaz de comer 9 kg de carne, 9 kg de pão e de beber 10 litros de vinho, gerando um total de 57 mil kcal. Também era capaz de matar um boi com as próprias mãos e comê-lo sozinho. Este é um exemplo que faz valer a tão famosa frase “Você é o que você come”.

Pode parecer absurdo essa historia de Milos de Crotona, porém em uma época mais atual, século XVII, Jean Jacques Rousseau, um famoso filósofo da época, descreve em seus trabalhos que “Se quiserdes cultivar vossa inteligência, cultivai as forças que ela deve governar. Exercitai continuamente o vosso corpo, tornai-o robusto e são, para torná-lo sábio e inteligente. Fazei-o trabalhar, correr, viver sempre em movimento. Que em se fazendo o homem pelo vigor físico, ele será também pelo espírito”.
Como podemos perceber não é de hoje que o treinamento resistido (Musculação) fascina tanto as pessoas. Em uma sociedade cada vez mais, movida pela tecnologia, que impõem longos períodos em frente a computadores e televisões, o uso incessante do controle remoto para troca de canais e ainda a ingestão de um absurdo de calorias e de gorduras em excesso, o resultado só poderia ser a obesidade e suas varias conseqüências para saúde. Porém muitos estão buscando um corpo perfeito e todos os dias um grande numero de indivíduos procuram academias para desenvolver o seu desempenho atlético e a estética corporal. Mas poucos sabem que adquirir essa tão esperada forma física leva tempo. É comum encontramos pessoas que querem malhar apenas no verão e se esquecem das outras estações do ano e ficam se empanturrando de tudo quanto é porcaria e acham que malhar dois meses vai resolver anos de sedentarismo. Em apenas dois meses pouca coisa muda visualmente, as únicas melhoras serão na disposição, na qualidade do sono, no humor, na vontade de comer alimentos mais saudáveis e na postura mais adequada. Para se ter um corpo fisiologicamente, biologicamente e visualmente perfeito leva tempo e sacrifício. Não sonhe com uma transformação radical, pois como já foi dito no início pouca coisa muda, procure estabelecer meta razoável e lembra-se No Pain no Gain (Sem dor, sem ganho).

A teoria No Pain no Gain não quer dizer que o praticante de musculação deve se machucar na realização dos treinos com pesos e sim exigir o seu máximo, pois nesse esporte o nível e freqüência de lesões musculares ou ósseo-articulares chegam a praticamente dois por cento (2%) em comparação a qualquer outro esporte. Hoje em dia é mais fácil e perigoso ser atropelado na rua por um carro do que se lesionar na academia com a prática dos exercícios resistidos (Musculação). Podemos relacionar essa teoria à dedicação, perseverança e entusiasmo que serão empregadas nos treinos.

Lembre-se de que a musculação tem uma função importante na formação de tecido muscular magro e na redução de gordura corporal e diferentemente do tecido adiposo (de gordura), o tecido muscular é metabolicamente mais ativo e requer muita energia para se manter e se reconstituir e após três a quatro meses, o seu corpo já estará habituado à nova rotina e reclamará quando não fizer exercícios, então não desista porque senão tudo o que você conquistou até agora se perderá em poucos dias, não mude sua rotina, siga em frente e reserve mais tempo para malhar e com toda essa dedicação você e seu corpo só têm a ganhar.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Flexão Isquios Banco

Flexão Ísquios Banco: Transforme suas pernas com esse poderoso exercício para posterior da coxa (Isquiostibiais)

Mas antes de explicar e demonstrar esse exercício vamos conhecer e localizar quais músculos atuam nessa região da parte posterior da coxa.

Músculos Envolvidos e sua Localização:

Ø Bíceps Femoral localizado na parte lateral da porção posterior da coxa;
Ø Semitendinoso localizado na parte interna da poção posterior da coxa;
Ø Semimembranoso localizado na parte interna da porção posterior da coxa por baixo do Semitendinoso.

Dependendo da forma que executamos essas musculaturas, elas poderão ter movimentos de Flexão do Joelho ou Extensão do Quadril, ou seja, focalizaremos apenas o movimento de Flexão.

Exercícios e Aparelhos que podem ser executado com o movimento de Flexão do Joelho:

Ø Flexão Deitado (Mesa Flexora);
Ø Flexão Sentada (Cadeira Flexora);
Ø Flexão em Pé (Flexora Vertical);
Ø Flexão em Pé (Tornozeleira ou Caneleira).

Como percebemos são sempre os mesmos exercícios que trabalham os Isquiostibiais e essas musculaturas são extremamente difíceis para obtermos uma considerável definição e um grande aumento de massa muscular. Sendo assim, tente realizar o Flexão Ísquios Banco, cujo nome denominei para esse exercício que considero poderosíssimo para desenvolver os posteriores da coxa.
Com o Flexão Ísquios Banco, afirmo que seu objetivo de ter uma musculatura forte, resistente e definida são possíveis. Pois esse exercício além de trabalhar o bíceps femoral, Semitendinoso e Semimembranoso também agem sobre as musculaturas cinergistas, como o Glúteo e Eretores Espinais.

Modo de Execução do Exercício:


Foto (Fonte Internet)
Ø Use o banco do puxador alto;
Ø Fique de joelhos sobre o banco do puxador alto com as costas voltadas para o aparelho;
Ø De joelho sobre o banco com as costas voltadas para o aparelho, trave os calcanhares no suporte indicado para o travamento das coxas se estivesse fazendo puxada;
Ø De joelhos e com os calcanhares travados, incline seu corpo de aproximadamente de 35° a 45º (graus) a frente e depois retorne a posição inicial.

Portanto, para realizar esse exercício utiliza-se apenas a articulação do joelho, mantendo o movimento de extensão do quadril estabilizada. Sendo que esse exercício tem um grau de dificuldade elevado e o seu corpo tende a movimentar a articulação do quadril, sendo assim, o objetivo do exercício é trabalhar os Isquiostibiais, porém a articulação que deve ser movimentada é apenas as dos joelhos. Realize de 10 a 15 repetições sucessivamente.

Fotos (Fonte Própria)










Foto (Fonte Internet)
Dicas: Para quem não tem um bom condicionamento nessa musculatura e por ser um movimento que exija muita força, sugiro fazer uso de um bastão que lhe proporcionará retornar a posição inicial. Em todo caso, se estiver mais condicionado retire o bastão e faça uso de pesos extras, como Tornozeleira e Anilhas.

video

Portal Educação

Educação a Distância

Portal Educação - Cursos On line

Educação a Distância